Dicas

Comprando um veículo: Dicas básicas de segurança
Comprando um veículo: Verificando mecânica, acessórios e documentação
Vendendo um veículo: Atitudes que valorizam o carro
Vendendo um veículo: Procedimentos com a documentação

 

 

 

COMPRANDO UM VEÍCULO: DICAS BÁSICAS DE SEGURANÇA

  • Desconfie de ofertas abaixo do preço de mercado para veículos novos ou usados.

  • Jamais faça depósitos ou realize adiantamentos sem ter a certeza da idoneidade do anunciante. Certifique-se da existência do veículo e de seu real estado.

  • Pesquise a veracidade do endereço e telefone do anunciante.

  • Descarte as ofertas de pessoas que afirmam serem funcionárias ou intermediárias de fabricantes. As fábricas não autorizam em nenhuma circunstância, que seus funcionários comercializem veículos novos.

  • Sorteio? Herança? Brinde? Cuidado: essas são algumas das artimanhas usadas para explicar preços "imperdíveis". Não caia nessa!

 

 

COMPRANDO UM VEÍCULO: VERIFICANDO MECÂNICA, ACESSÓRIOS E DOCUMENTAÇÃO

  • Certifique-se de que o veículo desejado atende as suas necessidades. Verifique itens como quilometragem, opcionais, além do estado geral do veículo.

  • Cheque possíveis multas, alienação ou bloqueios administrativos no DETRAN e solicite comprovantes de pagamento do IPVA e DPVAT.

  • Solicite comprovantes de pagamento do IPVA e DPVAT.

  • Dê preferência a horários diurnos e locais públicos para conhecer o veículo. Haverá mais luminosidade para averiguar eventuais problemas, além de ser mais seguro. Nunca deixe de fazer um test drive e mesmo que tenha conhecimento de mecânica e funilaria peça a um profissional de sua confiança para avaliar o veículo.

  • Atente para ondulações ou pequenos amassados na lataria que podem indicar que o carro já foi batido.

  • Bolhas na pintura é sinal de ferrugem.

  • Abra o capô e verifique se o motor apresenta possíveis vazamentos de água e óleo. Vazamento de óleo reduz a lubrificação do motor e pode afetar seu funcionamento. Vazamento de água com o carro parado pode ser sinal de desgaste do selo da bomba ou problema no radiador e em suas mangueiras.

  • Portas e capô devem encaixar-se perfeitamente ao serem fechados.

  • Se o carro balançar seguidas vezes quando forçado, pode ser má condição do amortecedor.

  • Pneus lisos prejudicam o desempenho do veículo e desgastes irregulares indicam problemas com a suspensão, alinhamento ou balanceamento das rodas.

  • Não deixe de checar se todos os comandos como faróis, limpadores de pára-brisa, desembaçador, pisca-pisca, pisca alerta estejam funcionando. Caso o carro possua itens opcionais é recomendável testar o desempenho deles também.

  • Certifique-se de que todos os equipamentos de segurança obrigatórios, tais como, extintor de incêndio, macaco hidráulico, cinto de segurança, triângulo de sinalização, chave de roda e estepe estejam em ordem e acompanhados do veículo. Verifique ainda se a loja possui o Manual de instruções

  • Compare os números do chassi no próprio veículo. Eles devem ser iguais aos que constam no certificado de propriedade, além de alinhados com espaçamentos regulares e contornos uniformes.

  • Verifique se há na nota fiscal ou recibo de compra do seu veículo a expressão "venda no estado". Se sim, significa que o veículo não está em perfeitas condições. Solicite ao fornecedor que especifique na nota todos os problemas existentes.

  • Atente para a veracidade de informações (como CNPJ, endereço e canais de contato) sobre a sede do fornecedor. Na receita federal você poderá consultar a situação cadastral de pessoa física e jurídica.

  • No momento da negociação prefira os documentos originais do veículo e verifique-os junto aos órgãos oficiais competentes indicados nos Links úteis no final da página. No caso de carro importado, exija a 4ª via de importação.

  • Jamais efetue a compra antes de verificar na Polícia Civil se o veículo em questão não foi furtado.

Importante: a compra de pessoa física não se constitui numa relação de consumo, portanto, não dá direito às garantias do Código de Defesa do Consumidor.

 

 

VENDENDO UM VEÍCULO: ATITUDES QUE VALORIZAM O CARRO

  • Procure fazer uma primeira vistoria. Leve seu carro para fazer uma revisão e conheça o real estado do seu veículo. Amortecedores, freios, lubrificantes e alinhamento devem estar em dia!

  • A primeira impressão é a que fica. Conserve-o sempre limpo e polido e ganhe pontos na hora da venda.

  • Lubrifique as fechaduras utilizando pó de grafite. Outros produtos podem comprometer o funcionamento do sistema. Nada pior do que entrar para conhecer o carro e a porta ranger ou não fechar.

  • Partes plásticas e painél limpos com produtos a base de silicone dão brilho de carro 0 km.

  • Os pneus do seu veículo devem estar em dia. Evite mostrar seu carro ao comprador com calibragem incorreta, deixando o volante mais duro. Confira o balanceamento das rodas.

  • Acessórios podem valorizar o veículo na hora da venda, mas isso depende do gosto do comprador e do modelo do veículo em questão. Analise a possibilidade de retirar os acessórios e vendê-los separadamente.

 

 

VENDENDO UM VEÍCULO: PROCEDIMENTOS COM A DOCUMENTAÇÃO

  • Pague as multas se houver. Se você não concorda com a multa, conteste-a legalmente. Depois de tudo resolvido, você pode vender seu veículo.

  • Assim que você receber o pagamento do veículo e o documento de transferência for preenchido solicite ao DETRAN, que o próximo licenciamento seja feito depois da transferência de propriedade.

  • Regularize a documentação após fechar negócio. Faça a transferência o mais rápido possível para evitar problemas como multas de terceiros, acidentes e roubos.

  • Prepare um recibo que conste de maneira esclarecedora que a pessoa que está comprando o veículo sabe de todos os problemas que o veículo apresenta. Este documento, de acordo com o PROCON, protege o vendedor de futuras reclamações.

  • Tire uma cópia autenticada do documento de transferência, que servirá caso precise comprovar cobranças indevidas, por exemplo.

 

 

 

fonte: http://www.webmotors.com.br

 

Links Úteis